homepage WUPJ Abertura E-Mail WUPJ
 HOMEQUEM SOMOSCONGREGAÇÕESEVENTOSPROJETOSEDUCAÇÃOCONTATOSNEWSLETTERSLINKS 

   Educação

Fundamentos e Práticas
   Mov. Reform. Contemp.
   Judaísmo Progressista
Revista Devarim
Biblioteca




Fundamentos e Práticas


Movimento Reformista Contemporâneo

Baixe o texto completo! PDF ANEXO

O movimento permanece fiel aos seus princípios originais de praticar o judaísmo em constante progresso e orientado para a justiça social. Os judeus reformistas aceitam a lei judaica, porém colocam ênfase na autonomia moral dos indivíduos para decidir quais leis têm significado religioso para eles.

Atualmente o estudo da Torá, do Talmud e da Halachá é estimulado como a fonte maior da tradição judaica, com o foco maior nas ações sociais e éticas. É neste espírito que vem sendo reintroduzido, ao longo das últimas décadas, um conjunto de práticas antes consideradas superadas pelos judeus reformistas clássicos como, por exemplo, a revalorização do hebraico, seja como o idioma compartilhado por todo o povo de Israel, seja nos serviços religiosos; o respeito ao Shabat; e o cumprimento, em algum nível, das leis de cashrut. O retorno às práticas tradicionais vem sendo cada vez mais estimulado pelas instituições educacionais e religiosas do movimento reformista nos dias atuais.

 

Judaísmo Progressista - Fundamentos

Baixe o texto completo! PDF ANEXO

Nosso Lugar no Mundo

O Judaísmo é uma tradição antiga, porém viva, cuja contribuição para a vida da humanidade tem sido imensa. Nossa civilização religiosa judaica tem sido moldada de diferentes formas. O Judaísmo Progressista é a resposta que nossos mestres e nossos ensinamentos encontraram para as idéias do mundo ocidental moderno. Este tipo de influência cruzada não constitui uma experiência inédita na história judaica. Constitui, sim, uma constante e, em cada uma das épocas da história, garantiu a revitalização do judaísmo.

Muitos são os aspectos assustadores da vida moderna: o menosprezo pela religião e pela tradição; a queda da importância de Deus e a maior importância dada à humanidade. Há ainda a fé cega na ciência e no conhecimento científico, juntamente com o abuso da tecnologia como instrumento de tortura e destruição. Vivemos uma época de excessivo materialismo, de exploração ilimitada dos recursos humanos e naturais visando apenas o lucro e de elevação do auto-interesse à categoria de principal determinante dos relacionamentos humanos.

topo da página