Edição # 71 – Julho/Agosto de 2013 // Av/Elul 5773

 Temas polêmicos do Judaísmo Progressista em debate na América Latina
O diretor executivo do Israel Movement for Progressive Judaism (IMPJ), rabino Gilad Kariv, irá visitar comunidades judaicas afiliadas à WUPJ na América Latina a partir do próximo dia 8 de agosto.

Principal liderança do movimento reformista em Israel desde 2009, Kariv foi ordenado na Hebrew Union College e também é formado em Direito pela Universidade Hebraica de Jerusalém, também tendo estudado nos EUA e dedicado parte de sua carreira acadêmica à filosofia judaica.

Alguns dos assuntos polêmicos serão abordados durante a visita de Kariv ao Brasil e à Argentina são:

Religião e Estado – a importância do reconhecimento do Judaísmo Progressista por parte do governo israelense, assim como ocorre com a ortodoxia.

Os recentes protestos de judeus ortodoxos contra a presença de mulheres que se reúnem para rezar no Muro das Lamentações, em Jerusalém.

A busca dos jovens israelenses pela espiritualidade,
não necessariamente frequentando sinagogas,
mas dedicando-se aos estudos e ao debate de
temas religiosos.




Geopolítica do Oriente Médio – o processo de paz
com os palestinos sob a perspectiva de um liberal
israelense que vislumbra uma solução, mas sem deixar
de lado as preocupações com segurança para Israel
e sua população.

 Seminário Bergman: a busca por novas formas de educação

Com vista para a cidade velha da varanda Beit Shmuel


Explorando a cidade velha e o mercado


Graffiti de Tel Aviv e passeio por Jaffa


"mão na massa" no Kibbutz Ein-Shemer e visita ao Museu

Mais uma vez a América Latina teve presença marcante no "The Bergman Seminar for Progressive Jewish Educators", em Israel, promovido pelo "The Anita Saltz International Education Center", da WUPJ.

Três representantes de congregações da região participaram do encontro que reuniu, em julho, pessoas da África do Sul, Argentina, Austrália, Brasil, Estados Unidos, França, Israel, Panamá e República Checa.

Deby Malamud, da Escola Arlene Fern (Argentina); Joana Rychter, da ARI (Rio de Janeiro); e Nurit Meresman Azoulay, da Sherith Kol Israel (Panamá), tiveram a oportunidade de explorar locais históricos de Israel com um olhar diferenciado e o apoio de textos e conversas deranças da WUPJ.

Outro aspecto positivo foi a troca de experiências entre os participantes, compartilhando desde costumes locais de suas comunidades até diferentes melodias para as mais diversas tefilot.

Para Nurit, do Panamá, o seminário foi uma experiência única na busca por novas formas de educação. "Dentre os participantes, um era muito diferente do outro, mas ao mesmo tempo muito similiar. Todos estávamos olhando para o mesmo lugar, unidos pelo fato de sermos educadores judeus. Acho que o que mais me impressionou foi o debate sobre diversidade cultural. Pertenço a uma escola que é multicultural e aberta à diversidade e, apesar de ser uma escola judaica, os nossos alunos são de diferentes religiões e classes sociais. E mais do que isso, nossos alunos também são diferentes em suas habilidades e necessidades. A partir deste seminário e as várias reuniões que tivemos, sinto que temos de abrir a mente e o coração e fortalecer um judaísmo mais inclusivista, onde todo mundo se sinta confortável em nossas sinagogas e centros culturais".
 Um convite especial para os jovens de 20 a 35 anos
Organizado pela Fundación Judaica, de Buenos Aires, e TaMaR, movimento de jovens adultos da WUPJ, será realizado um encontro inédito para jovens de 20 a 35 anos, entre os dias 1 e 3 de novembro, em Avigdor, província de Entre Rios, uma das últimas colônias judias da Argentina.

Segundo Anabella Esperanza, coordenadora do
TaMaR para países de língua espanhola e portuguesa,
além de vivenciar um Shabat diferente, um jovens vão participar de discussões relacionadas à história da
vida judaica na América Latina e sua relação com Israel,
além de analisar a possibilidade de realizar projetos de
Tikkun Olam na região.

O encontro contará ainda com a presença do rabino Sebastina Vainstein, presidente da AIP, Associación Israelita de las Pampas.

Mais informações pelo e-mail anabella.netzer@wupj.org.il ou no site netzerolami.org/eng/TaMaR/about-TaMaR.asp



 Troca de experiências
O Centro Israelita de Pernambuco (CIP), em Recife,
no Brasil, recebeu a visita de Ricardo Jose Rotholtz, membro do Centro de Epiritualidad Judía Mishkan,
de Buenos Aires, na Argentina. Rotholtz também é integrante do conselho regional da WUPJ LA. No CIP,
ele foi recebido pelo diretor presidente, Zeev Katz,
com quem compartilhou temas comuns às duas
entidades e demonstrou surpresa com os esforços da comunidade pernambucana para manter suas atividades, apesar de inúmeras adversidades.


Ricardo Jose Rotholtz (E) com Zeev Katz

 Rabino Skorka participa de debate na ARI-RJ
Mais de 450 pessoas lotaram a sinagoga da Associação Religiosa Israelita (ARI), no Rio de Janeiro, dia 18 de julho,
para receber o rabino argentino Abraham Skorka, que tornou-se ainda mais conhecido na América Latina por sua relação próxima com o papa Francisco. Ele particpou de um debate ocm o padre Jesus Hortal, que teve mediação da jornalista Leila Sterenberg, da Globonews.

Antes do bate-papo, muito solícitio, Skorka autografou mais de cem exemplares do livro "Sobre o Céu e a Terra",
da Editora Paralela, escrito por ele em parceria com Jorge Mario Bergoglio, o papa Francisco.

Durante o debate, Skorka e Hortal abordaram assuntos como a importância do Concílio Vaticano II, os desafios do diálogo inter-religioso, a relação entre as comunidades judaica e católica e as expectativas para a Jornada Mundial da Juventude, realizada alguns dias depois do encontro.



Padre Jesus Hortal, jornalista Leila Sterenberg e rabino Abraham Skorka. Fotos: ARI.
 Rabino que se dedica aos Direitos Humanos e pessoas com AIDS virá ao Brasil
As comunidades judaicas de Recife e Florianópolis receberão a visita do rabino Joseph Edelheit, diretor do Programa de Estudos Religiosos da St Cloud State University (EUA). Ele é conhecido por sua luta pelos Direitos Humanos e trabalhos realizados com pessoas portadoras do vírus HIV, especialmente na Índia.

Em Recife, Edelheit vai conduzir os serviços religiosos das Grandes Festas
e em Florianópolis vai participar de encontros para falar sobre os judaísmo progressista e o judaísmo reformista.


Ele também foi convidado para lecionar um curso sobre pensadores judeus do século XX no Programa de Pós-Graduação de História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Esta não é a primeira vez que o rabino virá ao país, tendo se destacado como
um dos conferencistas da Rio +20, no ano passado.

A seguir, uma entrevista com o rabino Edelheit sobre suas impressões a respeito
do Brasil, seu trabalho e a WUPJ - LINK.



 Chegou a Devarim 21


No próximo dia 9 a ARI lançará a edição número 21 de sua revista
de ideias Devarim. O novo número mantém a tradição dos anteriores
de incluir textos inéditos.

As análises incluem atualidades, como os Acordos de Oslo vistos
com 20 anos de perspectiva; uma entrevista exclusiva onde Natan Sharansky explica a sua proposta de inclusão religiosa para o Kotel (Muro do Templo
de Jerusalém); uma visão sobre o Papa Francisco enquanto ainda era
cardeal em Buenos Aires; e, como sempre, o pensamento instigante
de Paulo Geiger.

A estas análises se somam as percepções dos rabinos Stephen Fuchs, Sérgio Margulies, Joshua Kullock e Dario Bialer, a deliciosa história de uma famosíssima canção de Shabat e uma visão reformista sobre os colonos israelenses na Cisjordânia.

Todos que tiverem interesse em receber a revista gratuitamente devem
se cadastrar no site www.devarim.com.br. Sócios da ARI não precisam
se cadastrar.
 Comunidade do Peru recebe visita de Ernesto Kahan
A Comunidade Judia de Huánuco, no Peru, recebeu Ernesto Kahan, que foi um dos fundadores da Comissão Internacional de Médicos contra a Guerra Nuclear, laureada com o Prêmio Nobel da Paz, em 1985.

Kahan, que também é poeta, nasceu na Argentina e, em 1976, foi morar em Israel, por causa da ditadura militar no seu país natal.

Por seu trabalho com a literatura foi convidado a participar em julho do XI Congreso Internacional de Arte "La de las siete colinas", no Peru, e fez questão de fazer uma visita à comunidade judaica local, onde foi recebido por seu presidente Juan Luis Jimenez Bravo.




Ernesto Kahan (E) com Juan Luis Jimenez Bravo. Foto: Manuel Cervantes -
diario Correo
 Anote na agenda








World Union for Progressive Judaism - Latin America
http://www.wupj-latinamerica.org
contato@wupj-latinamerica.org