Web Site
Edição # 54 – Novembro de 2011 / Cheshvan / Kislêv 5772
América Latina no centro das atenções

Os principais dirigentes da WUPJ visitaram
a América Latina no mês de novembro. Primeiramente, durante uma semana,
Rabino Joel Oseran, vice-presidente para o desenvolvimento internacional da WUPJ acompanhado de David Igdaloff, presidente
da AIP – Asociación Israelita de las Pampas, visitou as várias pequenas comunidades do interior da Argentina numa rara oportunidade para conhecer a o incansável trabalho desenvolvido pela AIP.

A delegação completa iniciou a visita por
Buenos Aires, na Argentina, onde foi realizada reunião do Board of Governors da Agência Judaica para Israel.

Fizeram parte do grupo o rabino Stephen
Fuchs, presidente da WUPJ e sua esposa
Victoria Fuchs; o chairman da instituição,
Mike Grabiner e esposa Jane Grabiner; Stephen Breslauer, membro honorário do conselho executivo da WUPJ e co-chairman do grupo
Yad B' Yad Task Force, que busca incentivar atividades das congregações da América
Latina; e a presidente da Jewish Community Foundation (EUA), Roberta Herman.

Ainda na Argentina, a comitiva participou de reuniões de planejamento – também com a presença do rabino Joel Oseran, vice-presidente para o desenvolvimento internacional da WUPJ - para a 4ª Conferência das Comunidades Judaicas da América Latina, de 8 a 13 de agosto de 2012, em Buenos Aires. O grupo se reuniu com representantes das afiliadas na Argentina: Mishkan, NCI-Emanuel, Fundación Judaica, AIP e Tamar.



Link para: GALERIA DE FOTOS 01

Os preparativos do evento que será realizado no ano que vem ainda contaram com a presença de Miriam Vasserman, presidente da WUPJ-LA; Raul Gottlieb, vice-presidente da WUPJ-LA; Berta Zylberstajn, secretária-executiva da WUPJ-LA; Erika Wolff, integrante da comissão organizadora e voluntária da WUPJ-LA.

As lideranças mundiais da WUPJ aproveitaram a viagem à Argentina para conhecer a comunidade Lehavat Jaim, em Avellaneda, município na região metropolitana de Buenos Aires, a convite de David Igdaloff, presidente da Associación Israelita de las Pampas (AIP). Depois de acompanhar o serviço religioso de Arvit,
o grupo assistiu a uma apresentação musical.

Juventude Brasileira



Da Argentina, os dirigentes da WUPJ seguiram para o Brasil, onde se surpreenderam com
o engajamento dos jovens em São Paulo e
no Rio de Janeiro.

Na Congregação Israelita Paulista (CIP), cerca de 60 alunos do curso de Manhigut, que forma lideres comunitários pré-universitários e integrantes dos movimentos juvenis Chazit Hanoar e Avanhandava e do Campo de Estudos Fritz Pinkuss demonstraram entusiasmo ao falar sobre Judaísmo e Israel em um encontro realizado antes do Cabalat Shabat.

"É muito bom ver tantos jovens juntos e engajados com o futuro do Judaísmo. Sinto-me extremamente emocionado e honrado em poder falar para jovens como vocês, futuros líderes. Vocês são a nossa promessa, o nosso futuro e posso afirmar que o que vocês estão fazendo é importante não apenas para a nossa comunidade, mas também para que tenhamos um mundo melhor", afirmou o rabino Fuchs.

No Rio de Janeiro, os dirigentes da WUPJ jantaram com a diretoria da Associação Religiosa Israelita (ARI) e, no dia seguinte, tiveram um café da manhã com 40 jovens da congregação. Também gravaram uma entrevista para o programa de TV da Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro (FIERJ) e se encontraram com os diretores das escolas judaicas do Rio e com ativistas da ARI.

Rabino dos EUA visita o Brasil

O rabino Roberto Graetz, vice-presidente
do Conselho Norte-Americano da WUPJ e
da sinagoga Isaiah, Califórnia (EUA), visitou
as comunidades judaicas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte e Manaus,
em uma iniciativa conjunta com a Confederação Israelita do Brasil (Conib).

A primeira escala foi em Manaus, onde ele teve encontro com famílias inteiras, incluindo crianças, na Hebraica e na sinagoga local. Os temas das palestras incluíram o judaísmo contemporâneo; Israel: suas virtudes como estado moderno, seus problemas e visão de futuro.

GALERIA DE FOTOS 01

Num bate-papo com 18 jovens entre 20 e
30 anos os temas foram Judaísmo e direitos humanos - onde comentou sobre sua experiência durante a ditadura da Argentina;
a participação de Henry Sobel no episódio da morte de Vladimir Herzog; Judaísmo e justiça social - falou sobre Israel como referência de justiça social mencionando os casos de acolhimento de refugiados de diversos
conflitos (como Darfur e Vietnam) e o
ativismo social interno.

Na SIBRA, em Porto Alegre, o rabino fez uma palestra na noite da Kristallnacht, em 9 de novembro. Na capital mineira, Graetz se
reuniu com lideranças locais e falou sobre antissemitismo e antissionismo. Também conversou com alunos da Escola Theodor
Herzl – única escola judaica em Minas Gerais.

Já no Rio de Janeiro, o rabino participou do Cabalat Shabat e abordou o tema "Rezar
para quê?". No dia seguinte, celebrou a cerimônia de havdalá em meio à vista do Pão
de Açúcar. Graetz também deu entrevista
para o projeto ARI70, uma vez que foi rabino
da instituição por quase 20 anos.

Link para: GALERIA DE FOTOS 02

Comunidade na Argentina comemora 105 anos

A comunidade judaica de Coronel Suárez, na província de Buenos Aires, comemorou recen-temente 105 anos de sua fundação. Atualmente, esse centro religioso é sede da Associación Israelita de las Pampas (AIP), criada há oito anos para desenvolver atividades voltadas às pequenas comunidades na Argentina.

O aniversário será comemorado com a presença do presidente da AIP, David Igdaloff e sua esposa, Nilma; o rabino Sebastián Vainstein; o professor Mariano del Prado; e o líder religioso Guershon Kwasniewski, da Sibra (Sociedade Israelita Brasileira, de Porto Alegre, no Brasil.

As festividades ainda serão marcadas por
uma apresentação da orquestra Kef e
pela inauguração de um monumento em homenagem às vítimas do Holocausto.


Monumento a Shoá - Cel. Suarez, AR

Projeto Torá ao redor do mundo - Rabino Guido Cohen

A WUPJ iniciou o projeto "Torah - from around the world", que tem como objetivo apresentar
visões e interpretações de lideranças religiosas do Judaísmo Progressista em todo o mundo
das porções semanais da Torá.

Na região da América Latina, em novembro, o rabino Guido Cohen, Diretor de Estudos Judaicos
do Colégio Tarbut, de Buenos Aires, Argentina e membro da liderança da WUPJ na America Latina, participou com a Parashat Chayei Sarah (Genesis 23:1-25:18).

Este ano, o rabino Michel Schlesinger, Congregação Israelita Paulista participou do projeto com Tekiah, Shevarim, Teruah, um comentário para Rosh Hashaná.

Também o líder religioso da Sociedade Israelita Brasileira de Cultura e Beneficência (SIBRA), Guershon Kwasniewski, de Porto Alegre, escreveu um comentário sobre a parashat Devarim.

Centro de Educação da WUPJ tem novo diretor


Rabino Steve Burnstein

O rabino Steve Burnstein é o novo diretor do The Anita Saltz International Education Center. A instituição aguarda uma
nova fase de crescimento e desenvolvimento. Burnstein tem mais de 25 anos de experiência na educação judaica nos Estados Unidos e Israel. Ele assume o cargo em um momento em que o Seminário Beutel de Liderança, de 12 a 22 de Janeiro, se prepara para seu aniversário de dez anos. Além disso, serão realizados seminários em diversas partes do mundo, como Europa e América Latina. Outra novidade é o desenvolvimento de programas de ensino à distância.

"Como parte da WUPJ, nosso centro educacional tem o
potencial de impactar comunidades progressistas de todo o mundo de uma significativa através da oferta de programas
feitos sob medida para cada uma delas. Estou animado com a oportunidade de fortalecer as conexões entre as nossas comunidades e aprofundar o nosso conhecimento sobre Judaísmo", afirmou Burnstein.

Seminário Beutel de Liderança /2012

Assim como faz anualmente, a WUPJ-Latin America irá enviar também participantes da região
para a edição 2012 do Seminário Beutel. Maria Antonieta Cohen (Tilah), da Congregação Israelita Mineira – CIM que será a próxima presidente da instituição, já está inscrita.

"Em janeiro de 2012, participarei do 11o. Seminário Beutel em Jerusalém, anualmente promovido pela WUPJ. Como representante da CIM, busco através de um melhor entendimento das propostas e linhas de ação da WUPJ, o fortalecimento dos laços com as outras comunidades no Brasil, América Latina, Israel e outros países. Considero que a consciência do pertencimento a um movimento com redes de contato densas é necessária à sobrevivência de nossas comunidades. Confio que o seminário vai fornecer embasamento sobre como deixar clara esta relação.

Minha motivação deriva das experiências positivas que tive nos encontros anteriores, em Punta del Este (2006) e no Rio de Janeiro (2008), e também no Connections 2011, em
San Francisco, na Califórnia. Esses encontros foram propiciados pelo excelente trabalho
de conexão que a WUPJ-LA vem realizando ao estabelecer a aproximação entre diversas comunidades no Brasil, América Latina e outros inúmeros países. Sinto-me honrada em poder colaborar."

Trata-se de um seminário importante para a formação de líderes laicos de comunidades judaicas
do mundo todo, que se realizará no início de 2012, em Jerusalém, no Instituto Internacional de Educação Anita Saltz. O Seminário oferece a oportunidade para o estudo de textos antigos e da história judaica, além de proporcionar a discussão sobre os problemas sociais e políticos do mundo judeu; a espiritualidade e a liderança comunitária num contexto judaico-progressista.
Os participantes devem ser indicados por suas respectivas comunidades.

# ujcl2012

Os organizadores da 13ª Convenção da União Judaica das Congregações da América Latina e Caribe (UJCL) passaram a transmitir informações sobre o evento no Twitter, utilizando a hashtag #ujcl2012. O encontro será de 25 a 29 de janeiro de 2012 sua 13ª convenção, na cidade de Guadalajara, no México, com o tema do encontro será "Judaísmo para Adultos – perguntas difíceis, respostas sinceras".

O evento reúne as principais instituições judaicas progressistas, liberais e conservativas de toda a região e também representantes dos Estados Unidos. Além da WUPJ, já confirmaram presença o Joint Distribution Committee, Congresso Judaico Latino-Americano,
B'nai B'rith, e Masorti Olami.

"Este evento bilíngue – espanhol e inglês –
será de longe o mais importante e emocionante encontro judaico na parte norte da América Latina", afirmou o rabino Joshua Kullock, diretor-executivo da UJCL. Mais informações aqui.

Um grande passo para o Judaísmo Reformista em Israel

O Hebrew Union College (HUC) concedeu a ordenação rabínica a três rabinos reformistas israelenses: o rabino Yeshaiyahu "Shai"
Bluseski e as rabinas Ariella Graetz Bar Tuv e Guila Caine. Trata-se de um momento único
para a sociedade israelense, pouco acostumada ao Judaísmo Reformista. Os três novos líderes religiosos terão agora um novo desafio pela frente: criar oportunidades de atuação, uma vez que até mesmo o Movimento Pelo Judaísmo Progressista de Israel (IMPJ) também busca
se firmar no país.

O Estado de Israel atualmente reconhece apenas determinados rabinos ortodoxos como legítimos. Isso significa que, legalmente, somente estes podem realizar eventos do ciclo da vida que rabinos não ortodoxos realizam regularmente fora de Israel, tais como casamentos e conversões. Diversas instituições trabalham para mudar essa realidade, ao exigir que o governo conceda às congregações não ortodoxas e aos rabinos liberais os mesmos recursos econômicos concedidos em contra-partida a congregações e rabinos ortodoxos.

Conib reelege diretoria para o triênio 2012-2014

Foto: Eliana Assumpção. 

E-D: Octavio Aronis, Mauricio Szporer, Henry Chmelnitsky, Fernando Lottenberg,
Paulo Maltz, Boris Ber, Claudio Lottenberg, Gilberto Meiches, Mauro Terepins e Daniel Borger.


Durante sua 42ª convenção anual, realizada neste fim de semana em Curitiba, a Confederação Israelita do Brasil reelegeu sua diretoria para o triênio 2012-2014, com a seguinte composição:

Presidente: Claudio Lottenberg;
1º Vice-Presidente: Mauro Terepins;
2º Vice-Presidente: Henry Chmelnitsky;
Secretário-Geral: Fernando Kasinski Lottenberg;
Secretário: Octavio Aronis;
Tesoureiro-Geral: Gilberto Maktas Meiches;
Tesoureiro: Marcelo Blay;
Diretores: Mario Adler e Daniel Borger.
Cinco novos membros farão parte da diretoria: Boris Ber, Paulo Maltz, Mauricio Szporer,
    Julio Serson e Eduardo Wurzmann.

Será dada continuidade às diretrizes da gestão que se encerra neste ano, com atuação
prioritária na área política, na comunicação e na formação de novos líderes.

Museu do Holocausto é inaugurado em Curitiba

Autoridades do governo brasileiro prestigiaram a inauguração do primeiro Museu do Holocausto no Brasil, em Curitiba, no estado do Paraná. A ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário Nunes, representou a presidenta Dilma Roussef e afirmou que "este museu evitará a pior das conspirações: o esquecimento".

Idealizado pelo empresário Miguel Krigsner, o Museu do Holocausto, pioneiro no País, transcende a visão do genocídio, pois discute também a questão do preconceito e mostra o respeito que existe no Brasil à diversidade.
Claudio Lottenberg, presidente da Conib, agradeceu às autoridades pela presença e notou, citando a filósofa Hannah Arendt, que "o prestígio e o reconhecimento às minorias evitam as perseguições a médio e longo prazo". "Esta casa será uma fonte de defesa e educação contra a intolerância. Com ela, o Paraná reforça o ideário democrático brasileiro", completou.

O espaço fica junto á sinagoga Beit Yaacov, inaugurada em setembro passado. As visitas ao museu devem ser agendadas, com grupos de até 30 pessoas. Informações: (41) 3908-2750.


Sinagoga Beit Yaacov/ Curitiba


Web Site




World Union for Progressive Judaism - Latin America:

http://www.wupj-latinamerica.org   contato@wupj-latinamerica.org