Edição # 53 – Outubro de 2011 / Tishrê / Cheshvan 5772

 Momentos marcantes das Grandes Festas

Rosh Hashaná e Iom Kipur são datas que reúnem um grande número pessoas nas comunidades judaicas do mundo inteiro. As entidades que compõem a WUPJ America Latina comemoraram a chegada de 5772 com atividades especiais, alegria e reflexão.

O toque coletivo de shofar arrancou aplausos de quem estava no final de Iom Kipur na Congregação Israelita Paulista, de São Paulo. Antes da cerimônia, os Rabinos incentivaram a levarem seus shofarot, assegurando o envolvimento e participação da comunidade.

O resultado foi emocionante e pode ser visto aqui.

De Porto Alegre para o mundo: a Sociedade Israelita Brasileira de Cultura e Beneficência (Sibra) transmitiu via internet as cerimônias de Rosh Hashaná e Iom Kipur, conectando pessoas impossibilitadas de ir à sinagoga, como idosos e moradores de pequenos municípios. A iniciativa teve repercussão em diferentes regiões do Brasil e do mundo - do Vale dos Sinos (RS) a Montreal, no Canadá.

A partir dessa experiência, a Sibra começou a transmitir, sempre às 19h das sextas-feiras, pelo horário de Brasília, o serviço religioso de Shabat, ao vivo, pelo site.

Em Fortaleza, cerca de 90 pessoas estiveram no salão da sinagoga Beit Yaacov da Sociedade Israelita do Ceará. Em Rosh Hashaná, acompanhados por violino e violão, os serviços foram conduzidos pelos chazanim Marcus Strozberg, Pablo Schejtman e Phillipe Manuard (da Congregação Israelita Mineira) que tocou o shofar ao lado de Saulo Tavares.


Em Florianópolis, a Associação Israelita Catarinense realizou uma cerimônia na véspera de Rosh Hashaná na Pousada dos Sonhos, em frente ao mar, com a presença do chazan David Léo e do músico Marcello Frenkiel, ambos de São Paulo. Após a cerimônia religiosa, houve um jantar com mais de 70 pessoas.


No interior de São Paulo, em Ribeirão Preto, a cerimônia de Rosh Hashaná foi ao estilo "comunitário", com todos os integrantes da Sociedade Israelita de Ribeirão Preto (SIRP). A cerimonia foi conduzida pelo Sr. Franja Hamburger e por Moacir Braun. Compareceram 60 pessoas da comunidade de Ribeirão Preto e região e a cerimonia foi no Hotel Nacional Inn. "A comunidade é pequena, então, nos unimos para facilitar a prática para todos", comentou Moacir Braun, presidente da SIRP.

As Grandes Festas também foram marcantes nas pequenas comunidades que integram Associación Israelita de las Pampas (AIP), com sede em Coronel Suárez, na província de Buenos Aires, na Argentina. Apesar das dificuldades, inclusive para encontrar um local onde pudessem se reunir, cerca de 400 pessoas participaram do serviço religioso em Paraná, realizado em uma quadra de basquete. Em Posada, mais de 90 integrantes da comunidade judaica acompanharam as rezas, com destaque especial para a Havdalá, ao final de Iom Kipur, registrada em vídeo que pode ser visto aqui. Em Coronel Suárez, as cerimônias reuniram famílias de cidades próximas, com destaque para o aniversário de 105 anos da instituição, que será comemorado em novembro, com a inauguração do "Monumento al Holocausto".

 
 Projeto Torá ao redor do mundo

O Rabino Michel Schlesinger, da Congregação Israelita Paulista (CIP) congregação afiliada à WUPJ, participou em setembro do projeto "Torah - from around the world", com um comentário para Rosh Hashaná, intitulado "Tekiah, Shevarim, Teruah".

O projeto "Torah - from around the world", da WUPJ tem como objetivo apresentar visões e interpretações das porções semanais da Torá por lideranças religiosas de comunidades ligadas ao Judaísmo Progressista em todo o mundo.

"Ao ser convidado pela WUPJ para escrever um comentário sobre Rosh Hashaná a ser enviado para todas as comunidades progressistas do mundo, fiquei muito animado. Penso que este tipo de iniciativa reforça o sentimento de proximidade entre judeus de diferentes partes do globo que compartilham uma visão semelhante à cerca do seu judaísmo", afirmou o Rabino Schlesinger.

 
 Lideranças da WUPJ visitam comunidades liberais da América Latina

Para o encontro do Board of Governors da Jewish Agency for Israel (JAFI-BOG) que será realizado em novembro em Buenos Aires, na Argentina, estarão presentes importantes lideres da WUJP internacional: o chairman Mike Grabiner; o presidente da instituição; Rabino Stephen Fuchs; Rabino Joel Oseran, vice-presidente para desenvolvimento internacional da WUPJ; e Stephen Breslauer, membro honorário do conselho executivo da WUPJ e co-Chairman do grupo Yad B' Yad Task Force, que busca incentivar atividades das congregações da América Latina.

 

Na agenda também estão programadas várias reuniões com líderes das comunidades afiliadas locais e com o comitê organizador da
4ª Conferência das Comunidades Judaicas da América Latina
- a ser realizada entre os dias 08 e 13 de agosto de 2012, em Buenos Aires. Para estes encontros estarão também a presidente da WUPJ-Latin America, Miriam Vasserman, o vice-presidente Raul Gottlieb e a secretária-executiva Berta Zylberstajn.

Os representantes da WUPJ aproveitarão a oportunidade para visitar outras comunidades progressistas da região, incluindo São Paulo e Rio de Janeiro.

 
 Projeto Scholar in Residence - visita do Rabino Roberto Graetz

Em novembro, a WUPJ-Latin America promoverá a visita do Rabino Roberto Graetz, vindo dos EUA, que realizará atividades nas comunidades brasileiras de Manaus, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre. Graetz está no Temple Isaiah, em Lafayette, CA desde 1991, depois de ter servido como Rabino em Buenos Aires, Argentina, e Rio de Janeiro, Brasil, durante quase 20 anos. Atualmente, é vice-presidente do Conselho norte-americano da WUPJ e atua no Comitê Executivo do Conselho norte-americano de Rabinos pelos Direitos Humanos.

 
 Mensagem da WUPJ pela libertação de Guilad Shalit

A comunidade judaica internacional celebrou em outubro a volta do soldado Guilad Shalit para casa depois cinco anos sequestrado. Leia abaixo a declaração da WUPJ divulgada na ocasião da libertação de Shalit.

A WUPJ, que representa 1,8 milhão de judeus em todo o mundo, está extremamente feliz em dar as boas vindas a Guilad Shalit de volta para casa, para Israel e para sua família. Após cinco anos de cativeiro, o pesadelo finalmente passou e a WUPJ deseja a Guilad Shalit e à sua família e amigos uma passagem tranquila de volta à normalidade.

Muitos países e muita gente esteve envolvida nas negociações que
levaram à libertação de Shalit e que, nesse espírito de cooperação, possamos rezar para que seja gerada a boa vontade na direção de uma futura estabilidade na região.

Neste tempo de alegria, no entanto, devemos fazer uma pausa para refletir sobre o enorme preço que Israel pagou para obter a libertação de Guilad Shalit. Nossos pensamentos se voltam para as famílias das vítimas de alguns dos terroristas que foram soltos nesta troca de prisioneiros. A WUPJ entende suas dúvidas, mas esperamos que este gesto simbólico possa superar seus medos e preocupações.

Que nós possamos ver, neste novo ano judaico de 5772,
esperança e recomeço.

Rabino Stephen Lewis Fuchs
Presidente da World Union for Progressive Judaism

Michael Grabiner
Chair da World Union for Progressive Judaism

O Rabino Stephen Lewis Fuchs também juntou-se à declaração feita por líderes
da Comunidade Judaica Reformista Norte Americana:

Cada abelha que traz o mel
Precisa de uma picada para ser completa
E devemos todos aprender a sentir o amargo com o doce.

Estas palavras da cantora israelense Naomi Shemer expressam nossas emoções hoje após a libertação de Guilad Shalit. Nós sempre devemos manter junto a nós com carinho aqueles cujas vidas foram prematuramente interrompidas por aqueles que foram libertados da prisão neste mesmo dia em que nos alegramos com a família Shalit, com Israel e com o Povo Judeu pelo retorno de Guilad.

Rabino Eric Yoffie
Presidente da URJ (Union for Reform Judaism)

Rabino David Ellenson
Presidente do HUC-JIR (Hebrew Union College-Jewish Institute of Religion)

Rabino Steven Fox
Chefe Executivo da CCAR (Central Conference of American Rabbis)

Rabino Daniel Allen
Diretor Executivo da ARZA (Association of Reform Zionists of America)

Rabino Stephen Lewis Fuchs
Presidente da WUPJ (World Union for Progressive Judaism)

 Atividades do Programa Alcance

Assistente do rabinato da Congregação Israelita Paulista (CIP) e estudante do Hebrew Union College (HUC), Uri Lam participou recentemente de duas atividades do Programa Alcance, que dá apoio às pequenas comunidades judaicas de São Paulo e do Brasil. Em Florianópolis, com o apoio da Conib (Confederação Israelita do Brasil), Uri Lam participou de um Cabalat Shabat e do serviço de Shacharit no sábado de manhã na Associação Israelita Catarinense (AIC). "Foi uma rara oportunidade de ler a parasha da semana diretamente do Sefer Tora", afirmou Lam, que também participou de uma atividade pré-Iom Kipur com a discussão sobre as principais orações e, em especial, sobre a leitura do Livro de Jonas - Uma intensa preparação para os Iamim Noraim.


(E-D) Mauro Ostronoff, Uri Lam, Berta Zylberstajn,
Marcelo W. Secemski e Branca Kives Ostronoff

A obra também foi tema de uma palestra de Lam em Santos, no litoral de São Paulo, em uma atividade organizada em parceria com a Fisesp (Federação Israelita do Estado de São Paulo) no Centro Cultural Israelita Brasileiro de Santos (CCBS). Estiveram presentes a presidente do CCBS, Branca Kives Ostronoff, e o seu vice-presidente, Ricardo A. Schmitman, além do presidente da sinagoga Bet Jacob, Jaques Zonis, entre outras pessoas da comunidade local. A WUPJL-Latin America foi representada pela sua secretária-executiva, Berta Zylberstajn, e a Fisesp, pelo assessor executivo Marcelo W. Secemski.

 
 Diálogo Católico-Judaico

O Rabino Michel Schlesinger, da Congregação Israelita Paulista, representou a Conib (Confederação Israelita do Brasil) na XVII Assembleia Nacional do Diálogo Católico-Judaico, realizada em Curitiba, no Paraná.

Sobre o tema do encontro, "Judaísmo e Catolicismo, desafios diante do avanço científico", Schlesinger afirmou que, por meio de uma discussão sobre bioética e religião, a convenção foi uma ferramenta de aproximação entre as comunidades católica e judaica.

O Rabino Pablo Berman, da Comunidade Israelita do Paraná, também participou da assembleia, interpretando textos bíblicos sob as óticas judaica e católica, ao lado do padre Jaime Sánchez Bosch. Para Berman, cada tradição possui uma forma diferente de conhecer Deus e o diálogo só acontece graças à singularidade de cada religião e sua riqueza histórica e cultural.

Para o professor e especialista em judaísmo Antonio Carlos Costa Coelho, um dos coordenadores do evento, as duas religiões caminham para a superação de um afastamento de dois mil anos: "Entre católicos e judeus existe 80% de semelhança e 20% de diferença, e é essa diferença que deve ser valorizada, pois ela enriquece cada uma das comunidades".

 
 Convenção da UJCL em Guadalajara

A União Judaica das Congregações da América Latina e Caribe (UJCL) realiza de 25 a 29 de janeiro de 2012 sua 13ª convenção, na cidade de Guadalajara, no México. O tema do encontro será "Judaísmo para Adultos - perguntas difíceis, respostas sinceras". O evento reúne as principais instituições judaicas progressistas, liberais e conservativas de toda a região e também representantes dos Estados Unidos. Além da WUPJ, já confirmaram presença o Joint Distribution Committee, Congresso Judaico Latino-Americano, B'nai B'rith, e Masorti Olami. Mais informações sobre a cidade de Guadalajara e como participar do evento estão disponíveis neste link.

 
 Buenos Aires: uma cidade que respira judaísmo

A escolha da capital da Argentina para sediar a 4ª Conferência das Comunidades Judaicas da América Latina revela uma cidade que possui relação histórica com o judaísmo e uma vivência comunitária pujante nos dias atuais, com atividades religiosas e culturais.

O professor Guershon Kwasniewski, líder religioso da SIBRA - Sociedade Israelita Brasileira de Cultura e Beneficência de Porto Alegre organizou em 2006 um roteiro para visitar os "pontos turísticos judaicos" de Buenos Aires. Argentino, naturalizado brasileiro e morando em Porto Alegre desde 1996, Guershon destaca alguns locais.

Templo da rua Libertad construído em 1932

A visita à praça onde ficava o prédio da Embaixada de Israel destruída em 1992 por um atentado terrorista é, obviamente, um momento marcante do passeio. No local, foram plantadas 29 árvores em memória às vítimas do ataque. A emoção ainda toma conta dos visitantes no novo prédio da AMIA - Asociación Mutual Israelita Argentina, instituição também atacada por terroristas em 1994, em uma das maiores tragédias da história da Argentina, que deixou 85 mortos.

Momentos alegres também fazem parte do roteiro de quem conhece a "Buenos Aires judaica", como a primeira sinagoga da Argentina fundada em 1932, ainda em funcionamento, e o shopping Abasta, onde existe o único restaurante McDonald`s kasher da América Latina.

Quem quiser conhecer um pouco mais sobre o roteiro, pode visitar o site: sibra.org.br/news/buenos_aires.htm

Participar da 4ª Conferência das Comunidades Judaicas da América Latina será uma boa oportunidade para conferir estes e outros locais da cidade.. Anote na agenda: de 8 a 13 de agosto de 2012, em Buenos Aires. Acompanhe as informações nas próximas edições da WUPJ Latin America News para detalhes sobre inscrições e a programação do encontro.



Memorial criado pelo
artista israelense
Yakov Agam
e o prédio inteligente onde
hoje funciona a nova AMIA

Escultura formada com nove colunas,
conforme o visitante se mexe aparecem
novas imagens, entre elas símbolos
judaicos como a Estrela de Davi.


World Union for Progressive Judaism - Latin America
http://www.wupj-latinamerica.org
contato@wupj-latinamerica.org